John Lockland

Esse é João. Uns o chamam de Miguel no ambiente de sua família materna, eu, na minha brincadeira interna o chamo John Lockland ou João Sem Terra. Talvez João não tenha consciência da minha real existência, apenas me ver quando vou a sua casa. Acho que João quer um dia de sol na rua ou na praia, minha mãe quer vê-lo novamente aqui em nossa casa, e quer ir ao seu encontro sempre na semana. João não dá a mínima pra gente, apenas quer sorrir como se tivesse dentes se exibindo para a família e para todos que vão a sua casa, e no final de semana acho que o verei novamente.

Anúncios

Círculo da vida

Sei que você foi embora, e desapareceu nas curvas que definem essa estrada, da vida o que fomos, resta apenas a memória recheada de frustrações e arrependimento. Os barcos devem seguir, os trens devem seguir e a vida não deve parar. Talvez eu pegue de volta o caminho pela estrada que me conduziu até aqui, mas eu quero continuar, talvez andando eu chegue até o mar e reflita nesse tempo o que eu fiz da vida. Talvez eu ande em circulos e desmai de tanta exaustão! talvez alguém me encontre perdido no caminho. E nesses caminhos da vida que nós dois traçamos, seu principal desejo é me ter de volta em sua vida, sei que a ferida aberta não foi estancada, e suas lágrimas ainda regam as flores plantadas em nosso jardim, as flores cuidadas por nós dois.

Quando o amor nasce

Quando o amor nasce não vemos na outra face nada que diminua o ser humano. E assim não vemos em outra forma as cores do racismo, o preconceito que surge do poder econômico, e a falta de religião que hoje é tão natural.

Quando o amor nasce queremos apenas ver a pessoa amada, sonhar com os dias que virão e sonhar acordado com ela novamente.

É assim quando o amor nasce, talvez o amor seja o tempero de uma necessidade que não temos, uma necessidade que esteja por vir, ou até mesmo a ausência do que não fomos, tudo isso quando o amor nasce.

O tempo levou

Quando fechei os olhos já era noite, não vi o dia escorrer pelas minhas mãos. Também vi que o tempo passava, e vi que não somos nada diante da passagem transitória do tempo.

Dizem que a vida é o inferno para quem vive, na verdade, o inferno é ver o tempo passar, e você perceber que não fez nada, e quando perceber esse fato, o tempo acaba, aí não sobra mais tempo.

Então, refletindo sobre o tempo! desse tempo sei que não levarei nada, mas deixarei na superfície da terra, as marcas sofridas de alguém que o tempo levou.

Foto: Frankie Kwan

A vida não se encerra no fronte

O romance acabou porque ela disse que eu não queria me casar, como se a felicidade estivesse no casamento. E então tomamos caminhos opostos, da vida que tivemos vez em quando escorre uma lágrima, dessa vida que ela realmente percebeu o sentido da felicidade. Mas agora já não há mais volta, a locomotiva me levou para os campos de batalha, nessa locomotiva posso sentir o medo das pessoas, jovens, adultos, todos transformados em soldados para morrer pelo o nosso país, todos livres e culpados nesse jogo da morte traçados além do Atlântico, no berço da civilização mordena, a Europa! Agora meu pai espera que eu represente o meu país, minha mãe espera que eu me mantenha vivo. Mas tudo o que eu mais queria era escrever uma carta e dizer para ela que esqueceu de mim, dizer que a amo. Porque talvez eu não volte mais para essa costa verde que possui aquele frio suave que vem do mar. Nesse instante,o nosso objetivo é derrotar a Alemanha que se desponta dominando países e matando pessoas, mas ainda o mais importante que voltar vivo, mesmo que todos esses seres humanos morram todos pelo o interesse da expansão e da dominação econômica, peças das mentes pensantes que a esta hora tomam seu wiskey e fumam seus charutos que vale mais que a vida de muitos soldados, eu quero voltar vivo para dizer que eu te amo, e caminhar nas areias brilhantes da praia, sentido o som da natureza e da vida que nesse dia irá começar.

La felicità sono i bambini

Existe dias que tudo que mais queremos é ver o mar, pois só o mar pode nos entender essa tristeza oculta que nos abate. O mar e o vento pode carregar tudo para longe de mim.

Eu descobri que a tristeza não vem da vida, eu descobri que as pessoas são os verdadeiros monstros que há nas histórias de fadas e em nossa realidade.

As pessoas em tese, não almejam a felicidade do outro e sim apenas sua própria felicidade, mesmo que isso custe o sofrimento do próximo.

De regra devemos apoiar apenas nos sorrisos das crianças, pois só elas possuem a pureza de um universo cercado de monstros, que a cada dia nos tira um pedaço, que a cada dia nos testa os limites da alma.

Assim nasce os homens

Quando você partiu eu decidi viver, decidi viver não porque você me retirava a liberdade, mas decidi viver porque a vida é bela e ela tinha que continuar.

Quando você partiu eu decidi escrever poemas, pois para mim a vida não tem mais sentido se não puder ser explicada.

Então busco todos dias um sentido para a vida, e que essa vida possa me mostrar os segredos do universo, e que eu possa através dos meus sentimentos poder também explicá-la.

E quando falo que você partiu, esse sentido não se refere a mulher amada que se foi, e sim da criança que um dia eu fui, comparado ao homem que hoje eu sou.