O vazamento começa pelo o telhado

Eu hoje acordei não querendo fazer nada, e há sempre dias que eu não quero fazer nada. Não queria pensar que sou humano, e também queria parar de pensar no universo além de mim.

Todos nós queremos ser grandes, em algum momento de nossas vidas, todos nós queremos ser grandes e acabamos sendo consumidos pelo o tempo, que é como um abutre a espreita de sua presa no deserto.

Das lições de moral que obtive na vida, a que eu mais aprendi é a que não tem o toque do homem, dos homens os que se acham mais santos e sensatos estão sempre no topo da pirâmide.

E o solo onde foram construídas desmoronam com todo o peso sem bases, e assim é a vida do homem tudo é um ciclo que se repete continuamente.

Anúncios

Sylvia Plath

Ela nasceu livre como os pássaros da vida selvagem. Em vida, tudo que ela mais queria era sobreviver e tentar superar a dor que a acompanhava após sua infância.

Dylan Thomas foi sua primeira decepção amorosa, e iniciou o desejo de não continuar mais vivendo. Ted Hughes foi o grande amor que a abandonou e transformou seu coração em mil pedaços.

Da vida ela quis desaparecer e se livrar de todas as dores do mundo. Os antidepressivos não interromperam a sua quinta tentativa de suicídio que resultou em sua morte por inalação de gás.

Morre por não suportar mais viver, e se eterniza como a luz das estrelas que se espalham pelo os quatro cantos do mundo.

La solitude

Eu hoje Tive um sonho louco.
Daqueles sonhos loucos
que sempre tenho.
Pensei que vinha alguém me matar
e confundi com o ventilador, dei um chute no ventilador que o aparelho voou longe.

A vida está louca demais, e as pessoas a cada dia piores, e tudo isso acaba se refletindo na vida da gente, dessa vida que às vezes pensamos ser curta ou apenas desejamos que ela termine logo, que ela termine sem desgastar tanto a gente.

Do universo de infinitas galáxias

Nesses desencontros que a vida nos impôs, que ela consiga encontrar o amor verdadeiro, e que cada lágrima derramada por ela entre uma saudade e outra, que cada lágrima vire uma estrela, e que essas estrelas iluminem todos os seus sonhos.

Talvez eu seja um planeta a orbitar uma de suas estrelas, ou talvez eu seja um planeta perdido a navegar pelo o universo infinito atrás de seu amor maior. Eu continuarei sendo tudo aquilo que não fomos.

Dos espíritos selvagens

Dos espíritos selvagens e ferozes, que já andaram por essas terras, talvez o teu sorriso, embebido a óleo e suor, foi o que te deu energia para continuar. Nessas terras de Vidal de Negreiros, onde o que importa não é o que somos, e sim o dinheiro que continua a comprar vidas e a desperdiçar famílias por todos os hectares.

Fomos criados para sermos mansos, e para respeitarmos todas as autoridades, pois isso é um conselho divino, e assim o homem continua a escravizar o outro homem, pois da ignorância humana parte o subterfúgio da escravidão eterna.

As gaiolas são o lugar onde as certezas moram

Sim. Talvez o sol seja o mesmo por essas bandas, mas faz muito tempo que não vejo o sol. De você ainda tenho uma vaga lembrança, que aos poucos vai sumindo de minha mente.

Você talvez esteja no campo, por entre as borboletas, as árvores e os girassóis, e de mim talvez não tenha mais notícia. E o sol às vezes vai dando sinal de vida por essas bandas.

Eu vi os seus olhos refletidos através da lente, talvez estivesse feliz. A vida no campo é mais simples, da vida no campo talvez não precisamos de mais nada, pois foi o campo que você escolheu para ser feliz.

E agora estamos aqui, e nossas mentes em lados opostos. O tempo passa reduzindo a pó o que pensávamos ser para sempre. E você vai vivendo, e descobrindo que entre um tropeço e outro que a vida continua.

O Super Homem

Eu vi a cultura helenista se fundir com a romana. Eu vi os homens negros da África não serem classificados de humanos. Eu vi a morte chegar em embarcações a vela, e vi o prazer no sofrimento do homem.

E da racionalidade que dizem possuir os humanos, talvez seja o mais irracional de todos os animais, o homem mata o outro homem não apenas no instinto de sobrevivência, mas para satisfazer a sua perversidade.

Dos homens brota-se o medo, pois ele é o único ser vivo que se intoxica em uma grande estufa, o homem está acabando com o planeta terra e descaracterizando as guerras de absurdas. O homem talvez seja taxado de um ser sábio, mas é o único animal que planeja a morte de outro humano.