Do espaço

Eu queria te amar além das forças que eu tenho, mas tudo que vejo é a imensidão do deserto em meio a escuridão. Eu queria te tocar e te guardar em cofre sem chaves só para mim, mas hoje percebi que para amar de verdade é preciso te deixar livre.

Eu percebi que no inverno o sol nasce mais tarde, não é preciso ser climatologista para ver que o tempo já não é mais o mesmo. Eu hoje descobri que eu vim do espaço, e quando descobri isso, eu já me encontrava nos teus braços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s