Amore della mia vita

Agora que a tempestade passou,

que os ventos voltaram a soprar

sobre tua face, me bloquea

porque eu te amo, e não tenho

nenhum controle sobre os

impulsos de minha vaidade.

Quero te deixar ir – sem mim –

porque eu sei que sempre te

fiz chorar.

Deixa-me ir também sem ti,

porque o que eu fiz contigo,

não se faz quando dizemos

amar, e o tempo passou. Mas

Durante todo esse tempo a

chama que está presa

dentro de mim nem o tempo

conseguiu apagar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s