Primus amor

Quando olhei em direção a ti, vi que todo o tempo já havia passado, agora não eramos mais meninos, tornei-me homem, e tu se tornou mulher, e o tempo separou nossos laços, nem um beijo pude te dar para relembrar os tempos de infância.

Agora permanecemos adultos e caminhando juntos com o tempo que passa devorando nas asas do vento, todo ser que respira e todo o ser que permanece inerte, e permaneço aqui admirando tua beleza e sendo castigado pela natureza; pois o vento te levou para longe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s