Inventário

Quando eu morrer eu sei que não vou para o céu, pois durante minha vida não perdi meu tempo com imagens de barro, nem com cultos ou missas em um sábado de sol ou domingo de chuva.

Quando eu morrer vou voltar a minha origem normal, meus tecidos serão decompostos por infinitas bacterias e o meu sangue irá virar água de chuva. Em síntese serei apenas átomos.

Quando eu morrer não quero lágrimas, não quero mensagens de agradecimento ou orações que se resumem em perda de tempo. Eu quero ser cremado e minhas cinzas jogadas ao mar.

Quando eu morrer deixarei de existir como matéria, mas minha arte ou tudo que dediquei a ela, irá sobreviver na vã brevidade do tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s