Sylvia Plath

Ela nasceu livre como os pássaros da vida selvagem. Em vida, tudo que ela mais queria era sobreviver e tentar superar a dor que a acompanhava após sua infância.

Dylan Thomas foi sua primeira decepção amorosa, e iniciou o desejo de não continuar mais vivendo. Ted Hughes foi o grande amor que a abandonou e transformou seu coração em mil pedaços.

Da vida ela quis desaparecer e se livrar de todas as dores do mundo. Os antidepressivos não interromperam a sua quinta tentativa de suicídio que resultou em sua morte por inalação de gás.

Morre por não suportar mais viver, e se eterniza como a luz das estrelas que se espalham pelo os quatro cantos do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s