Petricor

Eu hoje percebi a tua presença, não uma presença física como antes eu sentia. Hoje choveu por alguns minutos em minha casa, e da janela eu senti o cheiro de terra molhada subindo e assim dissipando o calor que fazia.

Eu hoje não queria que vieste a minha memória, pois assim quando vens parece uma tempestade tropical que destrói tudo por onde passa, eu hoje, tudo que eu queria era não pensar em você.

O sol esse astro imenso que parece ser eterno, em um dia passará, e nossas memórias ficarão assim para sempre, eternizadas em códigos espalhados pelo o universo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s