Meu eu

Talvez você ainda povoe meus pensamentos quando tudo já se encontra perdido no espaço, onde cada passo dado agora já não tem mais sentido, pois, os passos perdidos e sem sentido nessa atmosfera foram criados por nós dois.

Você, volta e meia e no silêncio desse tempo devorador, olhará as estrelas, e retornará as lembranças procurando um sentido para vida e um sentido para ver como chegou até aqui, e nesse intervalo de tempo, só sentirá remorso, é que no fim, o monstro não foi criado apenas por mim, o monstro foi alimentado por nós dois.

E esse monstro nos perseguirá até ficarmos velhos, o tempo consumirá tudo a nossa volta: pessoas, animais e prédios, mas enquanto estivermos vivos e respirarmos esse ar, eu povoarei tuas lembranças, pois as cicatrizes gravadas na memória, só se apagam quando a vida vai embora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s