O pequeno Istvan Reiner

Eu não sei onde estava deus, quando permitiu que tamanha barbárie fosse cometida contra seu povo. Eu sei que a bíblia fala que deus é misericordioso, que é perfeito e repleto de bondades, mas juro e volto minha face para o horizonte e me pergunto onde estava deus que permitiu tamanha barbárie. Talvez, essas mortes serviram para provar aos judeus que para viver no Estado de Israel era preciso passar por uma provação, talvez tenha sido apenas um castigo que passou por centenas de gerações, por terem negado a Cristo, não sei, juro que minha mente não consegue acreditar nas mortes de milhares de crianças e mulheres, minha mente não consegue aceitar o assassinato de qualquer pessoa. Apenas deus permitiu que pessoas que o amava fizessem isso, afinal, a Alemanha era civilizada e havia aceitado a Cristo desde a Idade Média, mas não consigo entender porquê deus permitiu que mais de seis milhões de judeus, o povo eleito, perecesse nas câmaras de gás de Auschwitz, Treblinka e Darchau, e tantas dezenas de outras, como também fuziladas por pelotões da SS que invadiam as aldeias e as cidades, a procura de todo aquele que tivesse sangue semita. Apenas sei que deus não poupou as grávidas e os recém nascidos permitindo que o sangue judeu fosse derramado nos guetos das grandes cidades. Talvez, seja porque o algoz alemão fosse cristão, pois muitos que ali estavam eram católicos e protestantes, muitos que ali estavam, amavam a deus sobre todas as coisas, agora eu sei da vontade de deus, pois deus tem um propósito e ele é bom o tempo todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s