No coração do dragão

Quando o homem desceu das arvores e percorreu novas terras, ele buscou a felicidade, para se exilar daquele ambiente inóspito e igual como todos os dias de sempre.

Não sabia ele, que a felicidade, não é sólida, e duradoura como conquistar novos reinos pelo fio da espada, dizimar todos os homens que levantam resistência, e deixar seu gene como forma de conquista, não trouxe e nunca deixou a procura pela felicidade.

Cruzar os mares, e unificar os povos sob uma única língua, Receber o sorriso ingênuo da moça, que tanto se deseja, e vê o nascimento de seu primeiro filho, nada disso edificou a tão famosa busca.

E o homem por se só, se desfigura em sua própria armadilha ou se perde pelos caminhos desbravados, e pelos sonhos não realizados, tentando encontrar a procura pela felicidade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s