Tempestade de palavras

Eu hoje senti frio, e também senti tua falta, passam os dias, passam as chuvas, mas a saudade não passa, queria que de algum modo passasse essa estrada que não me leva a lugar nenhum, queria que você me dissesse para que lado eu devo seguir! Pois ainda te tenho bem aqui, bem aqui do lado esquerdo do meu peito. Por que será que os pensamentos e o som da natureza me remetem a você? Eu não sei! Apenas sei que de algum modo eu me apaixonei sem ao menos perceber que as paixões dilaceram os corações dos seres humanos, e por algum sentido nós ficamos assim, existe uma barreira invisível que nos separa, e ao mesmo modo nos aproxima! Devemos seguir juntos nessa longa estrada e esperar o que o destino espera de nós dois. Só para ver o que o destino espera de nós dois.

Foto: Chris Lamprianidis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s