Como a chuva que cai do céu e como o rio que corre pro mar, talvez o tempo foi a única testemunha que ainda permaneço aqui ao teu lado. Das tempestades da vida, sobraram apenas as marcas de sua passagem.

E agora, você volta a face para o caminho que deves seguir, a dúvida te manda ficar onde está, teu instinto manda tua vida continuar.

E você olha para o tempo e se pergunta, durante às tardes e durante as noites, como e por que eu fui me apaixonar por ti.

Eu respondo que não sei como fui me apaixonar por ti, se tua realidade é diferente da minha, se volta e meia me pego perdido em meus passos, apenas sei, que de toda minha sinceridade, eu sei que nunca vou te abandonar.

Anúncios