E no oeste o sol se põe de novo

Ontem beijei teu rosto, o céu estava límpido, meio nublado e um pouco diferente, o clima estava quente, mas o frio de nossos rostos demonstravam nossos medos.

Não é segredo que desejei aquele dia, e nesse momento tenho vergonha de olhar no teu rosto, não porque fizemos nada de errado, mas porque confesso que a timidez tomou conta do meu corpo.

Estavas bela e suave, tua presença acalmou meus pensamentos, não sei se era apenas curiosidade nossa, estarmos ali, acho que não, o sentimento brotou de ambas as partes.

Eu adorei estar ao teu lado, agora parecemos dois estrangeiros em um país que inventamos. Fomos guiados pelo caminho de nossos instintos, agora olho para o oeste, e lá o sol se põe de novo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s