Mar do sul

A fumaça que cobre meus olhos não vai apagar o brilho das estrelas que cintilam no céu noturno, a cada dia um sonho, e a cada sonho um encanto do dia nascer diferente.

Na estrada, os carros passam a caminho do nada ou para alguém que os espera, os pássaros cantam e o mar transmite a energia que eu deixei no passado não muito distante dessa minha atmosfera.

A menina sorrir com a carta do namorado, imaginando ser sortuda porque nos dias de hoje ninguém escreve mais cartas.

Na praça um homem olha as folhas caindo sobre a calçada que ele havia limpado algumas horas atrás, e a solidão povoa o pensamento da humanidade.

É na solidão do dia que você me vem à memória, e a caneta discorre sobre o papel, é na solidão do dia que a poesia nasce para descrever o que eu sinto de uma pessoa que eu mal sei o nome.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s