Na escuridão de seu quarto a menina se pôs a sonhar, tinha na alma os sonhos de criança, na vida a esperança de ver as coisas mudarem como as estações do ano que nos traz a chuva e o calor do sol.

Da escuridão de seu quarto ela revia o que fez durante o dia ou o que tinha ainda por fazer quando o amanhã chegar, na escuridão de nossos quartos as horas são solitárias e os pensamentos nos machuca.

Mas é lá que podemos ser livres quando não há mais ninguém para nos censurar, com seus falsos moralismos ou com suas máscaras de serpentes.

É da escuridão de seu quarto que a menina ganha o mundo, e sonha com um mundo onde possa caber sua gente, seu passado e seu futuro .

Anúncios