Acho que nesse dia tinha chovido, ou o sol se despediu da gente retirando do teu rosto o brilho de minha face que se demonstrava na retina de teus olhos.

Eu te quis perto de mim, porque só você pode traduzir as loucuras de minha mente, ou só você e apenas você me faz sorrir quando já não sobra a esperança.

Sabe, essa noite sonhei contigo conversando palavras do passado, por um instante pensei que você acariciava meus cabelos me contando do seu dia.

E quando o sol vai embora, a primeira coisa que me vem, é tua lembrança procurando um espaço de tempo para capturar os raios de sol.

Então posso te sentir novamente em pequenos trechos de poemas que você escreveu em uma folha amarelada de jornal.

Anúncios