Sobre a mesa

Vez ou outra você vem e ler os poemas

Que escrevo e deixo sobre a mesa.

Sei que compreendes a mensagem

Que fica a transparecer em linhas

Curtas sobre um papel amassado.

É fato que a primavera se aproxima,

E vai fazer um ano que te conheço.

Sei que tropecei em meus próprios

Passos ao chamar tua atenção,

Nessa hora, quase me perdi nos

Labirintos que criei duarante a

Caminhada, e o dia vai dando

Lugar a uma lua bela que traz

Consigo a solidão das noites

Suaves, e sei que vai ler novamente

A carta que deixei sobre a mesa.

Anúncios

Um comentário em “Sobre a mesa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s