Quando ela resolveu sair de casa, nutriu a esperança de conquistar o mundo, queria ser astronauta, queria estudar no ITA e ser uma grande engenheira aeroespacial.

Deixou para trás a rosa que cultivava no quintal de casa, os livros na estante, e um amor não idealizado, apenas presente nos seus pensamentos que fluíam todas as noites sobre o travesseiro.

Da vida, ela removeu todas as pedras e cactos, e disse que nada iria a impedirir de sonhar, ela olhava todas as noites para o céu infinito a procura de estrelas, ela deixou de acreditar em Deus quando criança.

Reservava seu amor para as simples pessoas, era feliz com seus sonhos, queria ver do espaço a terra onde nasceu, em seu sorriso havia um ar de pureza, e na mente a vontade de uma amazona, que não se rende aos obstáculos do caminho.

Anúncios