Por onde andei, observei muitas mulheres, algumas simples e não muito belas, outras alegres e tristes e outras belas até demais. Andei por João Pessoa e Recife, Natal e Fortaleza, mas foi justamente na terra coberta pela cana de açúcar, que depositei minha esperança.

Não sei se pensas em mim, assim como penso em ti, da alvorada ao entardecer, não sei se por onde andas deixarás eu por os meus passos, quero andar na terra dos teus avós, e quando o mundo estiver desabando contra nós , quero construir uma cabana para gente, e respirar contigo o cheiro de terra molhada.

Volta e meia perceberás que eu sou só teu, e que és minha também, talvez as namoradas que tive na vida me serviram apenas de passagem para tua terra, talvez sempre soube que esperavas por mim, em alguma praça da cidade ou na terra que foi de tua mãe, para juntos escrever nosso futuro, para juntos criarmos nosso filho.

Anúncios