Te Dedico Essa Simples Poesia

Eu te vi primeiro, quando você jamais pensava que eu existia. Te procurei nas ruas e nos lugares por onde passava, eu na minha timidez jamais pensava que entre as distâncias de nosso mundo, você sabia que eu existia.

Hoje te dedico essa simples poesia; para você entender a prova que mesmo entre distâncias geográficas, o mundo é apenas uma página em uma noite fria, e a cruzamos em um simples amanhecer.

Quando escurecer novamente e todo mundo se for, vou deitar em minha cama e te sentir em minha mente, construiremos pontes de concreto e de aço, onde nem o tempo ou a tempestade poderá abalar, e assim nosso amor resistirá as intempéries da vida, e durará para sempre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s